De pedreiro a franqueado da Casa do Construtor: ele deseja conquistar o primeiro milhão de faturamento ainda em 2021

Hora News

Empreendedor chegou em Piedade, interior de São Paulo, aos 20 anos e conquistou sucesso profissional no segmento da construção civil

Nascido e criado no Rio Grande do Norte, Erivan Rodrigues da Silva chegou em Piedade, no interior de São Paulo, em busca de novas oportunidades. Tinha em mente trabalhar, juntar dinheiro e voltar para buscar os pais. O sonho de menino foi crescendo na ‘cidade grande’ conforme as oportunidades foram melhorando e, rapidamente, conquistou uma recolocação profissional como ajudante. “De início peguei gosto pela profissão. Cheguei totalmente inexperiente, não sabia quase nada, mas tinha muita força de vontade. Enquanto os pedreiros almoçavam, de uma forma muito proativa, eu fazia as paredes. Quando retornavam, eram surpreendidos por uma parede torta e derrubavam no chute. Eu não me entristecia, dizia que no dia seguinte faria melhor e, entre tentativas e erros, um dia deu certo e a parede ficou perfeita”, explica Erivan.

A persistência em terras paulistanas incentivou Erivan a ser cada vez mais perfeccionista no trabalho da construção civil e, por essa razão, formou uma boa equipe para trabalhar como empreiteiro. “As oportunidades foram surgindo e eu abraçava todas. Fui um privilegiado em ter encontrado pessoas que tiveram garra para me ensinar. Depois de 10 anos eu já conseguia gerar empregos, tinha uma equipe de 30 profissionais. Passei a comprar terrenos e construir casas para vender. Dessa forma consegui economizar e guardar um valor que mais para frente seria a minha chave para o sucesso”, diz Silva.

Após 13 anos, Erivan já contava com uma equipe de 50 colaboradores e passou a ser um dos principais clientes na locação de equipamentos na Casa do Construtor de Piedade. “Eu construía e reformava tantas casas que a rotatividade e a necessidade de alugar equipamentos para construção era alta e, neste momento, surgiu uma grande ideia: investir em uma Casa do Construtor, mas no Nordeste”.

Segundo o empreendedor, ele e a esposa chegaram a consultar a possibilidade de começar um novo negócio em Mossoró, no Rio Grande do Norte, porém Deus tinha outros planos para este casal. “Eu estava quase fechando negócio, quando o antigo dono da unidade da Casa do Construtor de Piedade me ligou. Ele queria repassar a franquia. Confesso que pensei muito, mas por fim aceitei o desafio”.

Planos para 2021 e crescimento orgânico dentro da rede

Segundo o franqueado, a escolha pela unidade de Piedade foi um grande acerto. “A loja tinha muitos pontos a serem melhorados, mas aos poucos eu fui acertando. Procurei me capacitar e com a ajuda da franqueadora, consegui prosperar”, explica.

Os números da loja são expressivos: tiveram o melhor janeiro desde 2016. Além disso, o franqueado investiu em uma segunda franquia que inaugurou em dezembro de 2020 e a terceira unidade já está nos planos para 2022. “Me especializei e atuo em um segmento que não tem uma concorrência direta e profissional. Dessa forma, conquistar mercados inexplorados virou um foco. Existe demanda e nós precisamos demarcar território nessas regiões. Quero conquistar o meu primeiro milhão de faturamento ainda em 2021”, conclui.

Deixe uma resposta

Next Post

Escalada imobiliária: mulheres conquistam espaço nas obras e nas vendas

Elas ainda são minoria em cursos de graduação nas áreas ligadas às ciências exatas. De acordo com o IBGE, em 2019, 21,6% das matrículas na área de Engenharia e profissões correlatas. Apesar disso, já tem mostrado a diferença nos canteiros de obras. De acordo com o Conselho Federal de Engenharia […]

Subscribe US Now

%d blogueiros gostam disto: