Gove utiliza tecnologia para ajudar gestores públicos a tomarem decisões embasadas em dados e evidências

A administração pública municipal gera uma imensa quantidade de dados de diversos tipos a cada minuto do dia. No entanto, gestores públicos pouco utilizam este recurso valioso para a tomada de decisão diária. Segundo Gove , a plataforma de inteligência que aumenta a eficiência das finanças municipais, somente na secretaria de finanças, as prefeituras chegam a ter, na média, cinco sistemas que coletam e armazenam dados financeiros de maneira pouco acessível, impedindo a utilização desta informação para decisões que otimizam o orçamento municipal.

Essa dificuldade de acesso a informações de qualidade contribui para precarização e desequilíbrio das finanças da maioria dos municípios brasileiros. De acordo com o estudo da FIRJAN de 2019 (com base nos dados de 2018), 73,9% dos municípios brasileiros estão em situação fiscal difícil ou crítica, número que está se agravando com a crise econômica atual.

Para resolver o problema da alta ineficiência das finanças públicas municipais causada por, dentre outros motivos, informações descentralizadas e decisões pouco embasadas em dados e evidências, a empresa lançou, em 2018, uma plataforma de inteligência pioneira que melhora a eficiência das finanças municipais e facilita o dia a dia dos gestores públicos.

Segundo os fundadores da empresa, os engenheiros e especialistas em gestão pública, Rodolfo Fiori e Ricardo Ramos, as secretarias de finanças municipais que utilizam a Plataforma de Inteligência Gove conseguem identificar já no primeiro mês de uso do software diversas oportunidades de atuação e implementar melhorias nas receitas e despesas municipais.

“O software, que é integrado diretamente aos sistemas de gestão financeira utilizados pelas prefeituras, compila e analisa dados, e disponibiliza informações estratégicas que os gestores públicos da secretaria de fazenda utilizam diariamente para tomar decisões”, explica Fiori. A plataforma também gera alertas para problemas de ineficiência na despesa ou arrecadação. Sua inteligência indica, por exemplo, preços de produtos acima do ótimo, recursos parados em conta ou receitas que podem ser incrementadas.

Com base em dados levantados pela govtech, a Plataforma de Inteligência Gove já permitiu aumentar a eficiência de seus clientes em mais de R﹩ 100 milhões. Os ganhos fiscais gerados ao município com a utilização do software de inteligência superam, no mínimo, 3 vezes o valor que os municípios investem na solução. “Tivemos casos em que a utilização da plataforma quadruplicou uma das receitas tributárias municipais. É um investimento que se paga e retorna ao município muito rapidamente para que possa ser convertido em políticas públicas”, contextualiza Ramos.

A Gove tem atuação nacional, implementado a solução em todas as regiões do país. A solução tem a capacidade de auxiliar desde municípios pequenos como Cotiporã (RS), São Bonifácio (SC) e Una (BA) até municípios maiores como Bento Gonçalves (RS), Blumenau (SC) e Araguaína (TO).

A empresa acredita que gestores públicos empoderados com dados e evidências podem tomar melhores decisões e aumentar a eficiência dos recursos financeiros, melhorando assim a qualidade dos serviços oferecidos ao cidadão. Para 2021, a Gove pretende expandir sua atuação com foco no modelo B2G.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: