Stock Car: Pedro Cardoso conquista melhor marca pessoal em Goiânia

Helio Lemes

Piloto brasiliense fechou a penúltima etapa da temporada com um P7 na segunda corrida deste domingo

Correndo sua primeira temporada completa na principal categoria do automobilismo brasileiro, Pedro Cardoso chegou para a temporada 2020 da Stock Car para acumular quilometragem, evoluir a pilotagem e melhorar suas marcas pessoais junto com a equipe R Mattheis. O fim de semana com duas etapas em Goiânia (GO) terminou bem para o brasiliense com um sétimo lugar na segunda prova de domingo (22) após largar da 19ª posição, mesma posição em que terminou a primeira corrida da 11ª etapa. A sétima colocação foi a melhor marca do piloto na categoria, que era uma nona colocação na etapa de Londrina (PR). No sábado (21) foi disputada a 10ª etapa em corrida única e Cardoso largou da 15ª colocação, finalizando em 17º.

O piloto correu com o carro Chevrolet Cruze #43 homenageando os 125 anos do Flamengo e comemorou o resultado na etapa Goiana. “Estou muito feliz por ter conquistado o meu melhor resultado na Stock Car, a evolução está cada vez mais aparente. Agora é continuar trabalhando para conquistar os nossos objetivos”, comemorou o piloto que é patrocinado pelo Banco BRB, patrocinador em comum com o Clube de Regatas Flamengo.

Cardoso carregou as cores do rubro-negro por seis etapas em três praças diferentes: Interlagos (etapas 2 e 3 – Corrida do Milhão), Curitiba (etapas 8 e 9) e Goiânia (etapas 10 e 11).

Confira como foi o fim de semana do piloto.

10ª Etapa, sábado, 21 de novembro
Pedro Cardoso foi para a pista no segundo grupo do classificatório e marcou o tempo de 1min28s337, ficando com a 14ª melhor marca e avançou para o Q2 pela terceira vez na temporada. Na sessão que definiu o grid para a 10ª etapa o piloto ficou com a 15ª colocação.

Na corrida, Cardoso fez uma largada consciente para se manter na pista sem correr muitos riscos e se livrou bem de um incidente logo nas primeiras voltas. O piloto fez a parada obrigatória em 53s086 e terminou a janela de pit stop na 18ª colocação. Até o fim da corrida Pedro travou uma batalha pela 16ª colocação com Átila Abreu, trocando de posições três vezes nas últimas voltas. O brasiliense terminou em 17º.

“O dia começou bem com o avanço para o Q2 na classificação, depois disso tivemos um problema de vela e isso influenciou na classificação. Largamos bem na corrida, mas teve o incidente na segunda volta bem na minha frente, eu tive que aliviar para não me envolver e isso acabou comprometendo”, avaliou o piloto mais jovem do grid com 21 anos. “Conseguimos impor algum ritmo, chegamos na batalha e depois a corrida ficou muito espaçada. O mais importante é poder acumular quilometragem, foi um dia positivo, vamos ajustar melhor para que o domingo seja bom e que a gente some pontos nas duas corridas”, completou.

11ª Etapa, domingo, 22 de novembro

No segundo dia de competições em Goiânia, Pedro foi para a pista na manhã de domingo novamente no segundo grupo da sessão classificatória. O brasiliense ficou com a 24ª marca do treino e foi para a corrida com a missão de escalar o pelotão na primeira corrida do dia.

A estratégia começou bem e Pedro subiu cinco posições na primeira volta e era o 16º colocado quando abriu a janela de paradas obrigatórias, chegando a ser o nono quando parou para cumprir seu pit stop em 58s951. Quando retornou, o brasiliense manteve a 16ª colocação e chegou a ser o 14º ao final da janela, mas a estratégia mudou e a equipe chamou o piloto para os boxes novamente para focar na segunda prova do dia. O piloto voltou para a pista no final da corrida e fechou em 19º.

Na segunda corrida, largando da décima fila, Pedro apostou em uma largada conservadora e chegou a cair uma posição, mas na quarta volta já estava em 15º e se mantendo junto ao pelotão. Na sétima volta, Cardoso aproveitou a batalha entre Bruno Baptista e Lucas Foresti para fazer uma ultrapassagem dupla e assumir a 13ª colocação.

Cumprindo sua parada obrigatória em (48s899), no final da janela o piloto ocupava a 12ª colocação e continuava com um bom ritmo e foi ganhando posições volta a volta até ultrapassar o companheiro de equipe Gabriel Casagrande na última curva e conquistar seu melhor resultado em uma corrida de Stock Car, na sétima posição.

“Foi uma excelente corrida. Infelizmente a primeira nós tivemos que sacrificar porque a nossa classificação já não tinha sido muito boa, reparamos algumas coisas no carro durante a parada nos boxes e focamos tudo na segunda corrida. Foi um grande resultado conquistado hoje”, disse Cardoso.

Agora a Stock Car parte para a última etapa, que será disputada em Interlagos no dia 13 dezembro.

Confira as próximas datas e locais* da Stock Car em 2020:
4ª etapa – 13/09 – Londrina (PR)
5ª etapa – 03/10 – Cascavel (PR)
6ª etapa – 04/10 – Cascavel (PR)
7ª etapa – 18/10 – Mogi Guaçu (Velocittà, SP)
8ª etapa – 07/11 – Curitiba (PR)
9ª etapa – 08/11 – Curitiba (PR)
10ª etapa – 21/11 – Goiânia (GO)
11ª etapa – 22/11 – Goiânia (GO)
12ª etapa – 13/12 – São Paulo (SP)

*Datas e locais passíveis de revisão em função das condições sanitárias.

Deixe uma resposta

Next Post

Frente Parlamentar celebra projeto de lei para ampliar as chances de cura de crianças e adolescentes com câncer no Brasil

Na Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil (DNCCI), celebrado em 23 de novembro, movimento intensifica ações de conscientização sobre a doença que é a primeira causa de morte na faixa etária de 0 a 19 anos no Brasil e lança seu site

Subscribe US Now

%d blogueiros gostam disto: