Leandro Hassum se apresenta em Goiânia

Hora News

O maior drive in do mundo recebe desta vez um dos mais célebres humoristas do País. Leandro Hassum apresenta seu novo show dia 19 de setembro no estacionamento do Estádio Serra Dourada

Como fazer um show de comédia em meio a pandemia do Covid-19? O artista Leandro Hassum, que já arranca gargalhadas há muitos anos por onde passa, aposta no formato drive in. Esse novo molde de apresentação, com o público no conforto de seus carros segue todas as recomendações de segurança. O comediante chega à Goiânia com ‘Leandro Hassum Show’, para se apresentar no maior drive in do mundo, no estacionamento do Estádio Serra Dourada, às 20h30, dia 19 de setembro, com uma hora e meia de risadas garantidas.

O comediante que mora em Orlando nos Estados Unidos, no mês de julho, se dividiu entre Rio de Janeiro e São Paulo para se adaptar à essa nova configuração de apresentação em nove sessões esgotadas com seu solo de stand up. Hassum, que assina o texto, faz, no solo, humor com assuntos do cotidiano. Como nos clássicos de stand-up, ele aborda especialmente situações vividas neste momento de isolamento, encontros de gerações, relação de pais e filhos, mundo digital versus analógico, e por aí vai.

“Logo que começou a quarentena percebi que levar arte, cultura e humor tradicionalmente em ambientes fechados, como o teatro convencional e o cinema, levaria um tempo para voltar e como eu acredito que a arte colabora e muito para o bem estar mental das pessoas e o impacto que isso causa, lembrei que já tinha feito um show ‘tradicional’ que se passava num antigo drive-in já desativado em Boston, nos EUA, e pensei: por que não retomar essa ideia de se apresentar em um drive-in? Me deu a vontade de participar desse movimento”, relembra Hassum.

O comediante explica que, para que o público consiga acompanhar a apresentação da melhor forma possível, o solo conta com o apoio de recursos técnicos. “Além da minha presença física, câmeras vão projetar o show para um telão, atrás, de forma que as pessoas mais distantes consigam assistir com a mesma qualidade. O som além de projetado no espaço, também será transmitido por um sinal de determinada rádio que, dentro do seu próprio automóvel você vai poder sintonizar, escutar com qualidade e se divertir”.

Além disso, Leandro adianta que o público pode fazer pedidos de comidas e bebidas com segurança e agendar idas ao banheiro, entre outras comodidades, por meio de um aplicativo enquanto estiver assistindo ao show. “Combino com o público algumas estratégias para que eu, como comediante em cima do palco, possa sentir o calor da plateia, como se ‘ouvisse’ a risada de quem está nos carros. Se você quer rir, pisca o farol. Quer aplaudir, todo mundo toca a buzina. Uma descoberta diária junto com o público”, divide.

Hassum adianta que a ideia é proporcionar, nesta época que vivemos, um sentimento de pertencimento às pessoas. “Estamos todos enfrentando nossos desafios particulares e o mundo, talvez um dos maiores desafios coletivos do século, mas acredito que o humor possa ter um impacto positivo na vida de todos nós”.  Ele continua: “O show foi pensado para nos sentirmos próximos, batendo um papo descontraído e se reconhecendo nas situações. Tudo isso num encontro com segurança, em que quero levar um pouquinho de alegria e sanidade mental para quem estiver comigo nesta ‘frota’ de gente já que plateia, só nos carros”, declara.

O artista ainda deixa um recado: “Eu espero que, quando a gente voltar ao ‘novo normal’, essa experiência possa somar aos eventos e palcos convencionais, porque a nostalgia do drive-in eu acho muito gostosa, acho que ela vem somar, mas uma maneira de entreter e viver momentos memoráveis. Uma nova geração que nunca foi a um drive-in vai poder desfrutar disso, curtir e se divertir com total segurança”.

Com produção local da empresa goiana Cultura do Riso, o show promete ser uma ótima pedida para os goianos. Mas para um melhor aproveitamento a produtora aconselha chegar com 30 minutos de antecedência para ter tempo hábil de entrar com o carro e se acomodar. “Recomendo também duas pessoas por veículo, pois quem estiver no banco de trás pode ser que não tenha boa visualização”, reforça o produtor Danilo Nunes.

Deixe uma resposta

Next Post

Projeto Bichos do Pantanal lança Ação Bicho Vivo para salvar animais vítimas dos incêndios

As doações serão revertidas para alimentar e hidratar os bichos, comprar equipamentos e insumos médicos para tratá-los, principalmente

Subscribe US Now

%d blogueiros gostam disto: