Como economizar e manter uma alimentação saudável

Desde o início da pandemia do coronavírus, especialistas recomendaram isolamento social para o máximo de pessoas possível. Como uma alternativa para respeitar esta medida, que já ocorre há quatro meses, os aplicativos de delivery de refeições e alimentos têm sido uma opção para evitar idas aos supermercados e restaurantes. Segundo um levantamento do Instituto Locomotiva, após um mês de isolamento as compras feitas por meio de aplicativos cresceram 30% no Brasil.

Os números continuaram crescendo, até que no mês de junho a AppsFlyer apresentou uma pesquisa que os aplicativos para entrega de comidas cresceram, aproximadamente, 80% no Brasil, após o início do isolamento. Isso levanta o questionamento de como economizar no meio de um mar de opções e mesmo assim manter uma alimentação de qualidade?

Para a professora do curso de Nutrição da Faculdade Estácio de Goiás, Pamella Santana, a comparação de preços continua sendo uma das maneiras mais eficazes para compra, mesmo que seja online. “Mesmo de maneira online você pode pesquisar alguns alimentos que pesam mais no orçamento, como a carne, por exemplo, e conseguir um local que tenha um preço mais acessível”, comenta a nutricionista.

Pamella reforça ainda que prezar por uma rotina alimentar mais caseira é um ponto positivo para a saúde do corpo e financeira. “Faça comida em casa, a partir de ingredientes básicos, os aplicativos de comida são muito práticos, mas manter uma rotina diária a base desse tipo de comida pode pesar no orçamento no final do mês”, comenta.

Outra dica da nutricionista é aproveitar aqueles alimentos que estejam na época. “Compre frutas e verduras da época, elas sempre estarão mais em conta, neste mês por exemplo os alimentos são: abacate, laranja baia, maçã argentina, maracujá, mexerica, mamão, morango, batata doce, batata baroa, cará, inhame, couve-flor e rabanete”, cita a professora.

Usar as sobras das refeições também é uma alternativa econômica, segundo Pamella. “Sobrou bife do almoço? Você pode picar e fazer um arroz com carne maravilhoso na próxima refeição. Casca de abacaxi? Depois de higienizada pode virar um belo suco. Não economize na criatividade e sempre procure receitas com sobras dos alimentos e com aproveitamento integral do mesmo”, explica.

A professora de Nutrição da Faculdade Estácio de Goiás cita outras dicas que podem ser aproveitadas para manter a alimentação e economizar neste período, confira:

1 – Varie o seu tipo de proteína (Podemos variar entre carne bovina, frango e até mesmo ovos);

2 – Congele! (O alimento está perto de vencer? Ou a banana está ficando escura? Congele para que possa usar futuramente e não desperdiçar);

3 – Não compre alimentos sem necessidade, por exemplo bolachas e biscoitos só porque estão na promoção;

4 – Não faça compras mensais, faça semanais. Assim você poderá diversificar observando os produtos promocionais;

5 – Observe a data de validade dos produtos, para assim dar preferência para o consumo do alimento que está próximo de vencer.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: