Bailarinos goianos são destaque na Suíça

Por Hélmiton Prateado

O Itego de Artes Basileu França, instituição ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Inovação (SEDI), do Governo de Goiás, mostrou na Suíça que promove um ensino artístico de primeiro mundo. Três de seus bailarinos foram destaque no Festival Prix de Lausanne e dois deles foram premiados dentre 77 competidores do mundo inteiro. Somente seis brasileiros foram selecionados para a apresentação e três foram goianos.

Ana Luísa Negrão, de 15 anos; João Vítor Santana, de 17 anos e Vítor Augusto Vaz, de 15 anos. Estes últimos participaram de duas apresentações solo: uma de repertório e outra contemporânea. João Vitor Santana conquistou o 3º lugar e Vitor Augusto Vaz, ficou em 7º lugar.

Os bailarinos foram contemplados com bolsas de estudo em renomadas instituições internacionais de dança. João Vítor firmou contrato com a English National Ballet, uma companhia de ballet clássica, localizada em Londres, na Inglaterra, que se destaca como uma das maiores e mais importantes de toda a Europa. O jovem terá a oportunidade, ainda, de aprimorar seus estudos no Houston Ballet, nos Estados Unidos e no Royal Winnipeg Ballet, no Canadá.

A professora e coordenadora da área de Dança do Itego em Artes Basileu França, Simone Malta, ressaltou a dedicação dos bailarinos e o aprimoramento ministrado a eles como peça fundamental na conquista. O Prix é uma bela oportunidade para a continuidade da carreira profissional dos bailarinos. Um trabalho iniciado no Basileu, com excelência, que se concretiza, não só com vitórias, mas com possibilidades de contratos para companhias no mundo e bolsas completas para as mais renomadas escolas para os mais jovens.
Basileu França

O Instituto Tecnológico de Goiás (ITEGO) em Artes Basileu França é ligado à Secretaria de Desenvolvimento e Inovação de Goiás (SEDI). A diretora do Itego, Lóide Magalhães frisa que a missão do Basileu é oferecer capacitação artística, desde o início até a formação superior. “Temos cursos em diversas áreas das artes como Arte Educação, Arte Inclusão, Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Superior de Tecnologia em Produção Cênica e Teatro. Atualmente, diversos grupos da Escola de Arte são reconhecidos nacional e internacionalmente, como o Balé do Teatro-Escola Basileu França, a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG), dentre outros”. Os bailarinos

João Vítor Santana iniciou seus estudos com 13 anos de idade, na Academia Roda Viva, em Barra Bonita-SP. Em 2018, ingressou no Itego em Artes Basileu França, em Goiânia-GO, e continuou sempre se destacando no ballet.

Vítor Augusto Vaz começou a estudar ballet aos 9 anos de idade, na Escola Danielle Spósito, em Ribeirão Pires-SP. Passou pelo Ballet Jovem São Vicente e também desde 2018 está no Itego em Artes Basileu França.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: