Anúncios
15 de julho de 2020

Hora news

Seu site de notícias

Bailarinos goianos são destaque na Suíça

Festival de Montreux teve três dançarinos do Itego de Artes Basileu França, dentre apenas seis brasileiros. João Vítor Santana ficou em terceiro lugar com apresentação primorosa

Por Hélmiton Prateado

O Itego de Artes Basileu França, instituição ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Inovação (SEDI), do Governo de Goiás, mostrou na Suíça que promove um ensino artístico de primeiro mundo. Três de seus bailarinos foram destaque no Festival Prix de Lausanne e dois deles foram premiados dentre 77 competidores do mundo inteiro. Somente seis brasileiros foram selecionados para a apresentação e três foram goianos.

Ana Luísa Negrão, de 15 anos; João Vítor Santana, de 17 anos e Vítor Augusto Vaz, de 15 anos. Estes últimos participaram de duas apresentações solo: uma de repertório e outra contemporânea. João Vitor Santana conquistou o 3º lugar e Vitor Augusto Vaz, ficou em 7º lugar.

Os bailarinos foram contemplados com bolsas de estudo em renomadas instituições internacionais de dança. João Vítor firmou contrato com a English National Ballet, uma companhia de ballet clássica, localizada em Londres, na Inglaterra, que se destaca como uma das maiores e mais importantes de toda a Europa. O jovem terá a oportunidade, ainda, de aprimorar seus estudos no Houston Ballet, nos Estados Unidos e no Royal Winnipeg Ballet, no Canadá.

A professora e coordenadora da área de Dança do Itego em Artes Basileu França, Simone Malta, ressaltou a dedicação dos bailarinos e o aprimoramento ministrado a eles como peça fundamental na conquista. O Prix é uma bela oportunidade para a continuidade da carreira profissional dos bailarinos. Um trabalho iniciado no Basileu, com excelência, que se concretiza, não só com vitórias, mas com possibilidades de contratos para companhias no mundo e bolsas completas para as mais renomadas escolas para os mais jovens.
Basileu França

O Instituto Tecnológico de Goiás (ITEGO) em Artes Basileu França é ligado à Secretaria de Desenvolvimento e Inovação de Goiás (SEDI). A diretora do Itego, Lóide Magalhães frisa que a missão do Basileu é oferecer capacitação artística, desde o início até a formação superior. “Temos cursos em diversas áreas das artes como Arte Educação, Arte Inclusão, Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Superior de Tecnologia em Produção Cênica e Teatro. Atualmente, diversos grupos da Escola de Arte são reconhecidos nacional e internacionalmente, como o Balé do Teatro-Escola Basileu França, a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG), dentre outros”. Os bailarinos

João Vítor Santana iniciou seus estudos com 13 anos de idade, na Academia Roda Viva, em Barra Bonita-SP. Em 2018, ingressou no Itego em Artes Basileu França, em Goiânia-GO, e continuou sempre se destacando no ballet.

Vítor Augusto Vaz começou a estudar ballet aos 9 anos de idade, na Escola Danielle Spósito, em Ribeirão Pires-SP. Passou pelo Ballet Jovem São Vicente e também desde 2018 está no Itego em Artes Basileu França.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: