Avião ucraniano foi abatido por militares iranianos

O que parecia se tratar de uma queda de um avião ucraniano em Teerã capital do Irã, ganhou um novo capítulo, após o Irã afirmar neste sábado (11/1) que militares iranianos derrubaram o avião com míssil “sem querer”, o que ocasionou a morte de 176 pessoas. Após confirmar a informação, o presidente iraniano Hassan Rouhani declarou que o desastre é um erro imperdoável.

Conforme as informações divulgadas, os militares alegaram que o avião voava próximo a um local sensível e foi abatido em função de um erro humano. O governo iraniano afirmou através de um comunicado enviado a TV estatal que os responsáveis vão ser punidos.

Após o comunicado ser lido na tv, o presidente iraniano usou as redes sociais para afirmar que as investigações interna das Forças Armadas apontou que o avião ucraniano foi abatido por mísseis. Hassan Rouhani afirma que as investigações sobre “essa grande tragédia e erro imperdoável”, continuam.

O levantamento sobre que o avião teria sido abatido por mísseis ganhou destaque um dia após a queda da aeronave. Canadá, Estados Unidos e outros países afirmaram que o avião foi abatido devido a um erro humano, e a teoria foi comprovada através de vídeos que circulam na internet.

*Com informações do G1

Helio Lemes

apaixonado pela vida e pelos esportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: