Mais de 70% dos pedidos são para aposentadoria no INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem nas suas bases nesse momento mais de dois milhões de pedidos de benefícios que aguardam a aprovação do órgão para serem liberados, desse montante a maior concentração é pela aposentadoria.

Dos mais de dois milhões de pedidos de benefícios junto ao órgão, aproximadamente 1,4 milhão é pela aposentadoria, que é o equivalente a 74%. Os demais são referentes aos pedidos de Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência, além dos auxílio-doença e salário maternidade, além de outros benefícios concedidos pelo INSS.

O alto escalão do INSS está preocupado com grande número de análises a serem feitas, uma vez que o segurado não pode esperar mais que 45 dias para ter o seu pedido analisado pelo órgão, conforme determinado pela legislação.

INSS tem que arcar com despesas retroativas com correção monetária pelos atrasos nas análilses

O prazo estimado pelo diretores do órgão para a análise dos pedidos chega a 120 dias. Outro ponto que pode ser salientado é que quando existe o atraso na análise para liberar o benefício, gera prejuízo aos para o governo, pois é preciso arcar com as despesas retroativas e com correção monetária.

De acordo com o INSS o atraso ocorre, pois o novo sistema do órgão ainda não funciona da maneira adequada, pois o mesmo não foi atualizado com as novas mudanças aprovadas na reforma da Previdência.

Para conseguir fazer a análise de todos os pedidos, foi determinada a criação de uma força-tarefa pelo governo federal, afim de acelerar o processo e acabar com a fila de espera. Para isso, é possível que alguns funcionários do órgão sejam remanejados de outros ministérios para cuidar das análises referentes aos pedidos de aposentadoria.

Helio Lemes

apaixonado pela vida e pelos esportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: