“Produtor rural goiano já percebe diminuição de crimes no campo”, afirma governador Ronaldo Caiado, durante posse da nova diretoria da Faeg

Fotos: Vinícius Schimidt

Uma das prioridades de gestão do governador Ronaldo Caiado, a segurança pública já acumula resultados positivos também na área rural. “O produtor já sente a diminuição do roubo de cargas e de assaltos a propriedades”, afirmou o chefe do Executivo goiano, durante a solenidade de posse da nova diretoria da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), realizada na noite desta quinta-feira (12/12). Caiado comentou o assunto em entrevista coletiva, e também em discurso, quando falou sobre a importância da implantação da Patrulha Rural Georreferenciada no Estado.

Por meio da iniciativa, que contou com o apoio da Faeg, a Polícia Militar cadastra produtores, funcionários, máquinas e animais em uma base de dados, que pode ser acessada pelos agentes e que também contém a localização exata da fazenda. Tudo é monitorado a partir do Centro de Comando e Controle Rural, instalado em Goiânia.

Mas esse não foi o único assunto que marcou o evento. O governador fez questão de reafirmar seu compromisso com o setor que mais oportunidade de emprego dá aos goianos, mesmo diante de contextos de crises econômicas. “Chegamos, em 2019, a uma safra recorde de 24 milhões de grãos, o que representa um aumento de 15%”, exemplificou.

A constatação não vem desprovida de outros dados substanciais. O setor representa 75% das exportações goianas, com valor de R$ 4,8 bilhões (período de janeiro a novembro de 2019). E não só isso: atualmente, são 286 mil pessoas em atividades agropecuárias, entre empregos formais e informais.

“Temos ainda muito o que avançar, mas o agronegócio pode contar com o trabalho do governo, que vai lutar para melhorar a infraestrutura, com a construção de pontes e a recuperação de 5 mil quilômetros de rodovias que atualmente estão intransitáveis. Tem a carência da energia elétrica da Enel, que estamos ‘brigando’ para resolver”, listou o governador.

Ao recepcionar o gestor público, o presidente reeleito para o triênio 2019/2022, deputado federal José Mário Schreiner, ressaltou o protagonismo de Caiado no agronegócio. “O governador tem uma história construída na defesa do setor produtivo no Brasil. Nós temos que entender toda a dificuldade fiscal que o Estado enfrenta neste primeiro ano. A gente quer chegar a um equilíbrio, para que as coisas possam avançar. E, claro, superar os desafios da Enel. O governador tem lutado muito nesta direção”, elogiou Schreiner.

O presidente da Faeg falou também sobre algumas prioridades que a nova diretoria da federação tem pela frente. “Diariamente, temos que estar preocupados com a qualidade de nossos alimentos, sanidade animal e vegetal, sempre procurando buscar mercados, mas, acima de tudo, manter mercados”, destacou.

Presente também na solenidade, o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, disse sobre o quão imprescindível é manter parcerias com entidades como a Faeg. “É, sem dúvida, uma entidade que representa todos os interesses dos produtores do Estado de Goiás. Estamos de mãos dadas para fortalecermos cada vez mais o nosso setor agropecuário, que gera várias divisas, e consequentemente, nos dá várias oportunidades. A intenção é construir uma pauta positiva de favorecimento a todo segmento produtivo”, assinalou.

Além de José Mário Schreiner, a nova diretoria da Faeg, eleita com 99% dos votos válidos, conta com Eduardo Veras de Araújo (1º vice-presidente); Luciano Jayme Guimarães (2º vice-presidente); Ailton José Vilela (1º vice-presidente institucional); José Renato Chiari (2º vice-presidente institucional); Armando Leite Rollemberg Neto (1º vice-presidente administrativo) e Geovando Vieira Pereira (2º vice-presidente administrativo).

Também compareceram à solenidade o superintendente federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Goiás, José Eduardo de França; os presidentes Pedro Leonardo (Emater), Pedro Sales (Goinfra) e Marcos Roberto Silva (Detran); os superintendentes Dirceu Borges (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás – Senar GO) e Derly Cunha (Sebrae); o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), André Rocha; o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), Rubens Fileti; a esposa do presidente da federação, Luciane Oliveira Schreiner, dentre outros convidados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: