Derrota e queda para Série B do Campeonato Brasileiro

Além de precisar da vitória diante de sua torcida, o Cruzeiro precisava também de um tropeço do Ceará diante do Botafogo no Rio de Janeiro. Entretanto, o que se viu em campo foi um time sem reação e o resultado diante do Palmeiras foi a derrota por 2 a 0, o fim do jogo antes do tempo regulamentar devido a confusão nas arquibancadas e o rebaixamento do Cruzeiro para série B do Campeonato Brasileiro do próximo ano.

O time mineiro custava a criar oportunidades, o Palmeiras por sua vez não forçava muito, e mesmo assim chegava com mais perigo que os donos da casa. O primeiro tempo terminou com o jogo sem gols no Mineirão, enquanto no outro confronto que interessava ao time comandado por Adilson Batista, o Botafogo abriu o placar com Marcos Vinicius e permitiu o time mineiro sonhar por alguns momentos com a permanência na elite do futebol nacional.

Mas o sonho de se manter na série A do Campeonato Brasileiro acabou aos 12′ do segundo tempo, Dudu recebeu pela esquerda, tocou de calcanhar para Raphael Veiga que cruzou para trás e encontrou Zé Rafael que tocou no canto de Fábio para fazer 1 a 0.

Sem força de reação, o Cruzeiro tentava, mas pecava tanto na criação quanto nas finalizações quando chegava ao gol defendido pelo goleiro Weverton. O balde de água fria veio do Rio de Janeiro, após jogada do Ceará, o defensor do Botafogo tocou a bola com mão dentro da área, o árbitro do jogo marcou pênalti, que foi confirmado também pelo VAR, Thiago Galhardo foi para a cobrança e empatou a partida para o Ceará.

Com o empate do time nordestino nem mesmo a vitória de virada contra o Palmeiras seria suficiente para evitar o descenso. E para enterrar de vez o time mineiro, aos 36′ o Palmeiras chegou pela direita, bola alçada na área e Dudu apareceu para cabecear no canto, sem chance para o goleiro Fábio para marcar o segundo gol do time paulista.

A derrota consolidada e a queda para a segunda divisão confirmada, o árbitro do jogo, parou a partida devido a confusão dentro do estádio. Ambos conversar com o chefes do policiamento, o árbitro chamou os capitães e terminou a partida antes mesmo do tempo regulamentar. O que se seguiu a seguir foram cenas de torcedores feridos sendo carregados por outros, de um pai carregado o filho e do telão do estádio em que o recado é para o torcedor evacuar o estádio, devido a queda do Cruzeiro para segunda divisão nacional.

Helio Lemes

apaixonado pela vida e pelos esportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: