Padre Clóvis homenageado no último domingo na Matriz de Campinas

Diante da igreja Matriz de Campinas repleta de fiéis, o padre Clóvis de Jesus Bovo foi agraciado com o título de cidadão goiano. A homenagem foi realizada na manhã desse domingo, 4, em atendimento à lei nº 20.477, de 13 de maio de 2019, de autoria do deputado estadual e líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB). “Ele merece sim esse título de cidadão goiano. Ele representa nós, goianos. Por que não dizer, a partir de hoje, que ele não é apenas de fato, mas também de direito, um cidadão goiano”, comunicou o propositor.

Peixoto afirmou acompanhar a trajetória do religioso desde a adolescência, período em que estudou no Colégio Santa Clara, também situado em Campinas, em frente à praça da Matriz. “Tive a oportunidade de presenciar o trabalho do padre Clóvis, não apenas voltado à beatificação do padre Pelágio, mas também enquanto evangelizador”, pontuou.

O deputado contou ainda que padre Clóvis, hoje no auge dos seus 92 anos, é um exemplo de vida, dedicada a servir ao próximo. “Aos 10 anos deu início à vida religiosa, quando entrou no Seminário Santo Afonso”, disse o político. 

O homenageado, nascido na cidade de Boituva (SP), em 6 de novembro de 1927, vive em Goiás desde o início da década de 1970 e já atuou em missões em diversos municípios. Com muita humildade e simplicidade, ele afirmou ter recebido o reconhecimento com emoção e surpresa.  “Não esperava isso, não. Até fiquei acanhado”, disse padre Clóvis. Missionário redentorista, ele avaliou a celebração.

Diante do templo repleto de fiéis emocionados com a homenagem, o religioso afirmou que foi a primeira vez na vida que recebeu tantos aplausos assim. “Agradeço e espero corresponder a essa simpatia do povo a meu respeito. Agora, tenho dois Estados, São Paulo e Goiás”, salientou. Por fim, padre Clóvis disse que espera, sempre, ser um bom cidadão e lutar pelo progresso, tanto político quanto religioso do Estado de Goiás.

A família do religioso homenageado também se fez presente no momento solene, representada pela irmã caçula, Maria Inês Boso, que aos 81 anos, veio da cidade paulista de Sorocaba para participar da celebração. “Recebo o reconhecimento ao meu irmão com muita gratidão ao povo goiano, que o acolheu com tanto carinho”, disse. “Eu sinto que ele é muito amado por todo lugar que ele passa. O povo ama demais o meu irmão. Eu me sinto orgulhosa. Eu acho que a família o doou para os goianos. É uma honra”, finalizou.

Dedicação ao próximo

Bruno, junto ao irmão e vereador de Goiânia Wellington Peixoto (MDB), acompanhou a celebração realizada pelo padre André Ricardo, que relembrou o trabalho do homenageado. “Padre Clóvis teve uma vida de dedicada a servir ao próximo. Fez votos de castidade e pobreza. Não tenho dúvida de que sempre buscou a santidade”, salientou.

O celebrante ainda fez um resumo breve das atividades de padre Clóvis, que atuou como jornalista, tradutor de textos do alemão para o português, além de ser escritor de livros como “365 Dias, 365 Santos”.

Rafael Soares, ministro da Eucaristia da Matriz, é admirador do padre Clóvis por sua dedicação ao próximo. “Ele dedicou sua vida a evangelizar. Entre os padres mais idosos, até hoje celebra missas, ouve confissões, trabalha pelos pobres. Padre Clóvis cumpre seus votos de pobreza, castidade e obediência, é um exemplo de honestidade e santidade. Um verdadeiro cumpridor da palavra (ensinamentos da Bíblia)”, afirmou.0

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: