Asfalto no Residencial Vale dos Sonhos II em Goiânia

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Seinfra, iniciou nessa segunda-feira, 29, a pavimentação asfáltica do Residencial Vale dos Sonhos II, região Norte de Goiânia. Até o final da semana, quatro ruas estarão asfaltadas e as outras oito receberão o benefício logo após a conclusão das obras de drenagem. Iniciada em maio, a obra conta com orçamento de R$ 2.526.283,00 e inclui terraplenagem, drenagem profunda, galeria de águas pluviais e seus complementos (ramais de ligação, poços de visita, bocas de lobo, redes de lançamento, estruturas de lançamento, além das bacias de retenções), pavimentação asfáltica, serviços de execução de meios fios com ou sem sarjetas, descidas d’água, passeios públicos com rampas de acessibilidade para PNE sinalizados com piso tátil, sinalização horizontal e vertical. 

O Residencial Vale dos Sonhos II é um dos nove setores onde a pavimentação asfáltica já é uma realidade, atendendo ao compromisso do Prefeito Iris Rezende de asfaltar 34 bairros na Capital, até o final da gestão. Segundo o secretário da Seinfra, Dolzonan da Cunha Mattos, as obras de pavimentação do Residencial Vale dos Sonhos II estão dentro do cronograma e serão concluídas no tempo previsto. “Nós estamos atendendo a aspiração da população e ao compromisso do nosso prefeito, que é asfaltar todas as ruas habitadas de Goiânia, já fizemos mais de 35 km por administração direta e vamos concluir os 34 bairros, que são executadas por empresas contratadas, de maneira a deixar nossa Goiânia um lugar muito melhor para se viver e morar”, diz. 

Residencial Vale dos Sonhos II Localizado na região Norte de Goiânia, o Residencial Vale dos Sonhos II foi instituído pelo Decreto Municipal nº 259, de 27 de outubro de 2004. Com uma área de 193.600 m², abriga cerca de 1.200 habitantes. A pavimentação do bairro é vivida com euforia pelos moradores, que revelam a expectativa na melhoria da qualidade de vida, tanto na física, quanto na financeira. “A gente não agüentava mais a poeira, mesmo tomando vacina a gente gripava, eu tive pneumonia e fiquei muito mal”, revela a dona de casa Josefa Maria da Silva, que mora há 12 anos no bairro. “Agora vai ficar uma delícia, uma coisa muito boa”, comemora.

 O aposentado Jorge Pereira da Silva também mora no bairro há 12 anos e já vê na pavimentação um aumento no valor dos imóveis. “Aqui tinha gente vendendo o imóvel por R$ 50 mil, hoje está pedindo até R$ 90 mil um lote”.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: